Pages

domingo, 29 de junho de 2008

Saudades da minha infância


Sinto saudades dos desenhos da minha infância. Saudades da inocência que havia naquelas manhãs e tardes em frente à TV ( sejamos sinceros, não faz tanto tempo assim). De vez enquando, tenho um tempinho sobrando, paro para assistir televisão e percebo que já não se fazem desenhos como antigamente. Eu sei que a geração mudou, a mentalidade é outra, as crianças são outras. Sei de tudo isso, mas mesmo assim, sinto saudades.

Quando eu tinha mais ou menos uns 8 anos de idade, a gente usava vestidos, sapatinhos fechados, percatinhas da moda. Hoje? Hoje o que eu vejo são “miniaturas de adultos”. Salto alto, maquiagem reforçada e tudo que um adulto tem direito de usar e vestir. Fico assustada, confesso, sou meio careta.

Voltando a falar nos desenhos (é o real motivo da existência desse post), essa semana eu me lembrei de Jiraya – o incrível ninja. Desenho que marcou significativamente minha infância. E para relembrar os bons e velhos tempos, estou baixando 50 episódios. Parece bobo, mas fazer o quê?! Sou boba mesmo.

Por esses dias rolei de rir assistindo A Família Dinossauro. Fazendo uma limpeza no computador encontrei alguns episódios perdidos. Voltei no tempo, desejei minha infância de volta.

Affe! Vou interromper esse post. Estou parecendo uma velha no auge dos meus 21 anos.

Um comentário:

Renata Cabral disse...

Já a segunda vez hoje que tu fala "to velha demais", sabia?
Te liga visse...
Quando tu tiver com 30, vai estar com cabeça de 45.. hahahahahaha
Eu nem gosto muito desses desenhos ¬¬ Eu não fui uma criança apegada a tv ¬¬ Meu negocio era tá na rua, correndo, descalça, dando nos meninos, jogando bola... hahahahahaha maloqueira mesmo. Tu foi uma criança "esquisita"... Nem marca da infância tu tem ¬¬ Não tem marca de ponto e nem nada ¬¬ brincadeira! hehehehehhee

Ção ção ção, tu é cabeção \o/\o/