Pages

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Á procura



Estou à procura do sorriso que um dia vi nos olhos teus
Estou à procura do beijo que numa tarde de sol você me deu
Estou à procura do calor, do sabor, do cheiro...

Estou à procura de mim mesma
Que me perdi ao te encontrar
E agora, como ousa você não estar?

Estou a procura dos meus sonhos, nossos sonhos
Estou à procura do teu colo amigo
Estou à procura de quem me deu abrigo
E agora como ousa você não estar?

Estou à procura de você
Que um dia me fez amar...
Me diz, como ousa agora não estar?

2 comentários:

Renata Cabral disse...

Eu sempre pensei que tu já tivesse achado...

Dade disse...

Esse é outro dos seus poemas, que eu gosto demais!!!!
Ow Menina de talento!!!! Que Deus te abençoe e Ilumine!!!!!