Pages

domingo, 31 de agosto de 2008

Fazendo uma prece

"O silêncio é uma prece"

Psiu...
Silêncio!
Por favor, não façam barulho, eu estou fazendo uma prece.
Minha prece é pra que as coisas me pareçam mais claras, que meu coração não fique tão aflito, que as minhas ações sejam feitas com mais razão e menos emoção.

Silêncio!

De coração aberto faço minha prece...
Preciso encontrar as respostas
Não quero me perder dentro de mim
De olhos fechados eu faço uma prece.

Silêncio!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Saudade

Saudade a gente sente de quem está longe e até de quem está perto

Saudade faz o coração parecer menor, dá uma angústia, uma inquietação

Saudade tem nome, endereço e razão

Saudade de um momento, de uma lembrança, de um amigo

Saudade do que poderia ser e não foi

Saudade do que foi e não é mais

Saudade quem o vento traz

Saudade que vem e vai... Saudade!

domingo, 24 de agosto de 2008

Palavras

Palavras sintetizam sentimentos

Palavras gravadas na memória

Palavras que escorrem como água

Palavras de amor, ódio, razão

Palavras... Que saem do coração.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Joelho,joelhinho, joelhão

Ai ai... Estou aqui tentando me recupar de uma pequena torção no joelho. O incidente aconteceu segunda-feira da semana passada e mesmo tomando medicamentos, ainda sinto dores.
O treino no Judô estava caminhando bem, até a minha colega tentar entrar um golpe (ko soto gake) para me derrubar. Para evitar a queda, eu forcei demais e o jeolho não aguentou. E eu já cai morrendo de dor.
O pior disso tudo foi que fiquei de fora da competição que aconteceu domingo, perdi a cerimônia da entrega de faixa. Ah sim! Eu agora sou faixa amarela...rs
Esse joelho machucado me deixou de fora de um monte de coisa, estou tentando fazer ele "funcionar novamente", mas eu sei, a recuperação é demorada. Só existe um problema nisso tudo, eu não sou paciente. Sofro de ansiedade. Quando eu quero algo, tem que ser LOGO.

Bom, agora eu tenho que ir trabalhar.

FUI!

domingo, 17 de agosto de 2008

Hoje não

Hoje eu não vou dizer que te amo

Nem direi coisas banais

Por mais que eu tente mudar

As coisas sempre são iguais

Hoje eu não preciso do seu falso abraço

Que em nada me acalma

Hoje eu não preciso das suas palavras, falsas!

Hoje não me entrego nesse jeito sacana que você tem

Me possui, seduz e ama como ninguém

Mas hoje eu não quero ceder a caprichos seus

Hoje eu quero ficar só com o que é meu.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Destruição



O sol queimou meus sonhos e minha pele
O dia se tornou um castigo eterno
A noite ficou sem brilho
A água que bebo me envenena aos poucos
O ar que respiro destrói meu pulmão
Os lugares onde ando furam meus pés
Meus pensamentos destroem minha memória
Meu olhar é cego mesmo vendo tudo
A minha alma vagueia por outro lugar
As vozes da escuridão me perseguem
Não me deixam dormir um instante
Meus sonhos se transformaram em pesadelos constantes
Minha vida foi destruída, não sei quando, nem onde.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Primeira medalha do Judô feminino em Olímpiadas


Ketleyn Quadros, após vencer a australiana Maria Pekli, na categoria até 57kg, conseguiu um medalha inédita para o judô feminino em Olímpiadas. A medalha de bronze vem com um gostinho de ouro para o Brasil.

A judoca de apenas 20 anos entra para história do judô feminino brasileiro.


Parabéns Ketleyn!

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Abertura dos jogos olímpicos de Pequim







A abertura dos jogos olímpicos de Pequim foi simplesmente, ESPETACULAR! Na abertura os chineses mostraram toda uma harmonia, base fundamental da cultura oriental.

Ao longo da minha vida já assisti algumas aberturas olímpicas, mas como essa que foi apresentada ao mundo hoje, vai ser difícil. A China está de parabéns!

Sorte as delegações de 204 paises que estão participando dos jogos.








quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Coisas tão pequenas


São coisas tão pequenas...
Enchendo meus olhos de lágrimas
São coisas tão pequenas...
Sangrando em minh´alma

São coisas tão pequenas...

Tornando-se grandes diante de nós.

domingo, 3 de agosto de 2008

Um jornalista



Eu sempre acho engraçado esses pequenos textos relacionados a profissão, até que chegou ao meu e-mail o do jornalista. Eu já tinha visto um outro, mas esse que vou publicar foi a primeira vez. Hahahahaha... Viva a criatividade humana!

JORNALISTA não fala – informa;
JORNALISTA não vai à festas – faz cobertura;
JORNALISTA não acha – tem opinião;
JORNALISTA não fofoca – transmite informações;
JORNALISTA não pára – pausa;
JORNALISTA não mente – equivoca-se;
JORNALISTA não chora – se emociona;
JORNALISTA não some – trabalha em off;
JORNALISTA não lê – busca informação;
JORNALISTA não traz novidade – dá furo de reportagem;
JORNALISTA não tem problema – tem situação;
JORNALISTA não tem amigos – tem muitos contatos;
JORNALISTA não briga – debate;
JORNALISTA não usa carro – mas sim veículo;
JORNALISTA não passeia – viaja a trabalho;
JORNALISTA não para pra tomar café - dá uma pausa pra atender o celular
JORNALISTA não conversa – entrevista;
JORNALISTA não faz lanche – almoça em horário incomum;
JORNALISTA não é chato – é crítico;
JORNALISTA não tem olheiras – tem marcas de guerra;
JORNALISTA não se confunde – perde a pauta;
JORNALISTA não esquece de assinar – é anônimo;
JORNALISTA não se acha – ele já é reconhecido;
JORNALISTA não influencia – forma opinião;
JORNALISTA não conta história – reconstrói;
JORNALISTA não omite fatos - edita-os
JORNALISTA não pensa em trabalho - vive o trabalho;
JORNALISTA não é esquecido - é eternizado pela crítica;
JORNALISTA não morre. Coloca um ponto final.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Cirurgia de lipoaspiração?

Transcrevo abaixo um texto escrito pelo canto e compositor Herbert Viana. O texto veio parar na minha caixa de e-mail hoje. Embora, ela tenha sido escrito em 2004, após o internamento do cantor da banda LS Jack, que teve uma parada cardíaca após fazer uma lipo.
É um assunto de total relevância, já que a nossa sociedade vive numa busca desenfreada pela estética. É muita gente morrendo pelo tão cobiçado - padrão de beleza.

Vale a pena ler e refletir...
--------------------------------------------------------------------------------


Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração? Uma coisa é saúde outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu.
Hoje, Deus é a auto-imagem. Religião é dieta. Fé, só na estética. Ritual é malhação. Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo, sentimento é bobagem. Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer, não. Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso.
A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem? A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza. Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa. Não importa o outro, o a volta, o coletivo. Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada.
Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar correr, viver muito, ter uma aparência legal mas... uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural. Não é, não pode ser.
Deus permita que ele volte do coma sem seqüelas. Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme. Que o amor sobreviva.

Herbert Viana