Pages

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

A Lua e a Noite



É puro fascínio quando chega a sua hora... E ela chega como se apressada pela ânsia da noite em lhe ter... Oh lua... As asas de ferro te trouxeram para os braços da noite... É lindo ver como te deleitas e como a noite te quer... Tua cor na delirante cor da noite é loucura... E quando vais, oh lua ela fica sem chão, sem céu, porque fostes feita pra ela e ela pra ti... Hoje estás pela metade e a cor da noite não aparece, pois chove... Mínguas e depois te partes e a noite te espera como se fosse a primeira vez...



* O post de hoje não fui eu que escrevi, esse foi um presente que recebi da minha tia, Alceny Trajano. Alma de poeta é alma de poeta, né? =) Grazie!

Nenhum comentário: