Pages

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Escuta... Parte - III



Querida, flor dos meus dias... Ontem eu tive um sonho, sonhei com nós dois. Querida, estive pensando em nossa casa, em nossos filhos. Eu pude ver eles correndo livremente pelo quintal, se escondendo serelepes atrás de você, afim de que não os encontrasse. Estávamos brincando de esconde-esconde. Era lindo vê como sorrias, como olhavas para nós, a felicidade em teus olhos me dizia o quão feliz estavas por termos conquistado tantas coisas boas.
Nesse mesmo sonho querida, eu pude sentir o cheiro daquele perfume, aquele que você usava só para me agradar. O tempo passou, e continuavas linda, linda como sempre foste desde a mocidade. Em teus traços, eu via a tua mãe, anos atrás. Vocês se parecem tanto. E anos a frente, verei nossa filha, linda, igualzinha a você. Nosso filho, me parece que saiu a mim, é mais calmo, contido, mais sensível. A nossa pequena não, cuida do irmãozinho com o mesmo instinto protetor que te cerca, é traquina, e escala os muros dos vizinhos como se fosse uma aranha, outro dia recebi reclamações – e ela me olha dizendo que não estava fazendo nada demais, e me beija a testa – eu a abraço e explico que existem regras as quais ela precisa seguir.
Querida, eles aprenderam a ler e escrever, viu como o tempo voa? E voar com vocês é a melhor coisa que existe. O nosso pequeno nos escreve cartinhas, e ele mesmo se habilita a lê-las pra nós antes do jantar, sorrimos em agradecimento. Ele tem o olhar tímido, e a menininha sempre o acarinha no rosto. Eles se gostam tanto!

(...)

... E se tudo não fosse apenas um sonho, eu estaria feliz pela nossa família....

Amo você, e nem o tempo pode mudar isso.


Nenhum comentário: