Pages

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Quando a luz apagou



A luz apagou, a chuva secou, secou tudo em mim
O dia não veio, você não me veio, e eu continuo aqui
Sentada nem sei, esperando talvez
Só o tempo que passa e você não vem
Não, você nunca vem!

E quanto mais vou esperar?
Quando mais vou pedir?
Ainda vou precisar?
Precisar de você aqui

E o sorriso era seu
Mas a luz se apagou
Não tenho sorrisos
Ouço meus gritos
Choro minha dor – desamor

Acabou alegria
Já nem faço folia
E me sinto tão só
A companhia que ia
Você já partia, nem pra mim mais olhou

E o dia não veio
Só restou devaneio
Desse louco amor

Um comentário:

Cantinho, Eu, Cantinho disse...

Kabousse, sem comentarios, o devaneio é esse. Pronto! Fudeu!