Pages

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Banho de chuva


Ouço o barulho da chuva caindo lá fora. Quero banho de chuva caindo em mim, me molhando por fora, me lavando por dentro. Fazendo escorrer todo meu desespero – meu exagero.

Quero a chuva lavando minh´alma. Me deixando limpa dos maus pensamentos, dos tormentos que flagelam minha carne cansada, fraca.

Banhos de chuva em mim...
Quero ficar molhada, me sentir lavada – renovada.

Pode chover horas, dias, semanas, meses...

São pingos de chuva ou minhas lágrimas estão caindo?

2 comentários:

Erica Vittorazzi disse...

Eu tomo toda primeira chuva do ano. É meu ritual. Maravilhoso

Dustin disse...

A chuva da alma é a lagrima, a lagrima lava, a lagrima fere, a lagrima... temos um mar numa gota de pranto.