Pages

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Coração, ainda choras?


Coração, não te disseram que saudade doía? Não te preveniram sobre esse imenso vazio que é o “depois”? E passam noites, dias, meses, e logo serão anos. Ainda te afliges? Não chore, não desta vez.
Desperta! É hora de viver, de sorrir. Eu não quero te ver batendo triste assim.
Que tolice sua, achar que amar e sofrer são coisas que podem se separar facilmente,acontece, claro. Mas, não estou falando de contos de fadas, estou falando da vida real. Essa é a sua realidade – nua e crua.
O amor que faz viver, é o mesmo que mata. E essa sua falta... Ah! Poderás suportar coração? Te vejo tão cansado. Não, não chore assim. Pare de sangrar, volte a pulsar. A pulsação de alegria, e não esse descompasso de dor.

2 comentários:

Anitha disse...

Abra-o para novos sentidos, novos ritmos e novos amores...

Menino-Homem disse...

é coração,
é hora de secar o pranto
limpar as feridas
e ser amor até o fim dos dias...

beijos,
te sigo agora...rs

até breve!