Pages

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Escuta... Parte - V


Tanto tempo fora, e quando volta quer encontrar a casa no lugar? A roupa de cama posta, o sorriso mais largo, e meus braços querendo te abraçar? Eu te avisei que nada ia se manter intacto, nada ficou no lugar. Só eu sei a dor de te ver indo embora, só eu sei as lágrimas que derramei e ainda derramo por você. Não volte a me olhar pela janela, não queira saber como estou. Os amigos dizem que é quase felicidade esse meio sorriso, e eu já nem sei o que é.

Nosso caminho é desencontrado hoje, e nem sabemos até quando isso vai durar, talvez, a vida inteira. Foi bom o nosso momento. Não. Foi ótimo. Estou aos poucos aprendendo a lhe dizer adeus. Perdoa se ainda choro ao lembrar de nós, se a saudade ainda machuca meu peito – o peito que não deitas mais para descansar o teu cansaço. Perdoa se ao ouvir sua voz, me vem aquele nó na garganta. Perdoa não poder ficar assim do jeito que você quer. Acredite, dói muito mais em mim. Mas, não posso mais abrir a porta, quando você saiu, e disse que não mais voltaria, eu jurei, sim eu jurei, que jamais deixaria você se aquecer dentro de mim. Aí você saiu, e ficou tudo tão gelado. Me acostumei ao meu inverno.

Por mais que eu chore, por mais que eu implore, não me olhe mais pela janela. Não me queime com os olhos que não são meus. Não me estenda às mãos pra depois tirá-las de mim. Não me dê o calor, pra depois me deixar no frio das palavras. Choque térmico mata!
Você, meu sonho bom. Meu pesadelo mais terrível. Minha cura, minha doença. Paradoxo do princípio ao fim.

Eu SEMPRE amarei você. SEMPRE, entendeu? Haverá o dia em que eu não saberei mais nada sobre você, que não pisaremos o mesmo chão, mas ainda assim, estarei torcendo pela sua felicidade.
Amar é renunciar. Não renuncio ao que sinto por você, mas entendo que nossa história chegou ao ponto final.
Não é frieza, é só o meu jeito de me defender. Dizer adeus nunca é fácil, ainda mais quando estamos falando de AMOR.

Amo você, sempre... sempre!

3 comentários:

Erica Vittorazzi disse...

Amar é saber a nossa solidão. Mas, um bom encontro é sempre de dois. Passa, você vai ver...
beijão

Anitha disse...

Ah, o amor próprio!

' Brotos disse...

é terrivel mesmo qando tudo acaba e voc não sabe pra onde ir,e por mais qe voc diga qe vai seguir em frente o pior é saber qe voc sempre vai amar aqela pessoal,vai amala sempre e pra sempre!

eu amei seus pots, vou voltar sempre ;]