Pages

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Menino-homem


Era noite ou era dia?
Ele não sabia
Havia perdido a noção do tempo – o rumo
A bela moça lhe roubou o prumo

Passaram-se semanas
Ele não dormia a esperar por ela
Passava horas na janela
Passavam-se também as donzelas
Mas o coração dele estava preso ao Dela

Ele gemia de dor
Pela pálida face lhe escorria o amor
Ela não lhe vinha
Mais ainda Ele sofria

Ele dilacerado
Um menino-homem
Com o coração nas mãos
Partido em mil pedaços

O amor lhe implodiu o peito
Um grito da garganta ecoou
Grito que a cidade inteira escutou
E em algum lugar Ela sabia
Que Ele gritava por seu amor.

4 comentários:

Anitha disse...

Acho que sinceramente ele nao aguentou
E a morte prematura assim o levou...

Menino-Homem disse...

sou suspeito a falar do título...rs

e o texto é maravilhoso, de uma "tristeza bonita"... tem algo que me agrada nas imagens...

um beijo e luz
e amor.

Vivian disse...

...que maneira doce
e cativante de escrever!

obrigada minha querida,
pelo carinho da visita
lá em casa...

beijo grande!

Claudinha ღ disse...

"Enquanto ama ele é um homem, ao sentir a falta dela, não passa de um menino... Lindooooo Tathi.Parabéns! bjs"
att: Claudinha