Pages

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Teu Cais




Não te espero mais, em casa, no portão
Tirei seu cheiro de mim, do meu colchão
E por mais que eu fique pelo avesso
Não quero mais essa paixão
Que aquece e fere – pobre coração
Mudei de você
Agora eu quero ser minha
Ficar comigo, me amar mais
Te querer menos
Cansei de ser um cais
Esperando você atracar
Na ânsia de te ver em mim repousar
Me fazendo naufragar...
Não quero mergulhar dentro de você
E me perder de mim
Não precisa vim, não te espero mais
O seu egoísmo machuca demais
Estou fechando as portas
Não sou mais teu cais
Aonde você vem, repousa
E vai...

10 comentários:

bia martins disse...

^^

Janine disse...

AFF que forte!

radik disse...

Teus versos soam um tanto sonoros aqui, desculpe a redundância. Mas a uso para deixar claro, que ouço melodia ao ler teus versos. Já pensou em escrever músicas?

a magia da noite disse...

por vezes é preciso amparar o nosso barco e deixar os cais de outros para que possamos ficar em nós, em paz.

Everson Russo disse...

Lindo, eu tambem tomei essa decisão um dia, não é facil, é complicado, mas é preciso, a gente que desprender do passado pra construir o futuro...beijos querida e um lindo final de semana.

Ari Pheula disse...

Lindo...

Queria aprender a "tirar o cheiro de mim" também... =/

Bjos

sonho disse...

Por vezes temos que tomar esse tipo de dicisõe...mas nem sempre são faceis de concretizar...espero que tu consigas...
Lindo Fim de Semana
Beijo de um anjo

Erica Vittorazzi disse...

Se for para ser alguma coisa, quero ser porto seguro!

beijo

É difícil amar marinheiro!

disse...

A melhor coisa de sofrer por amor, é se libertar. O que vem depois que a gente percebe que somos mais que isso :)

Me tocou, como sempre.
beeeijo Tati (comecei com a intimidade haha_

Vanessa. disse...

Me lembrou Elis Regina.



Beijo, moça.
:*