Pages

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Deixe-me



Deixe-me cantar baixinho no seu ouvido
Deixe-me enroscar no seu corpo com fervor
Sussurrando miudinho juras de amor...

Deixe-me sentir seu perfume embriagante
Corrompendo tudo em mim

Deixe-me beijar seus doces lábios

Mergulhar nas profundezas do seu ser...


Deixe-me ser sua
Deixe-me ser feliz
Eu te amo!

Abril de 2006

14 comentários:

Nany C. disse...

...se depois diss ele não deixar,...
pega ele pelos ombors sacode e tasca um beijo... não há coisa melhor. rsrs

Linda, um ótimo fim de semana estendido...!
Beijos no seu coração, viu!...

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Querida, ameii esse poema. Disse td ♥

Luís Filipe C.T.Coutinho disse...

Deixa-te levar num abraço com a forma do teu corpo... enrosca-te ao sabor de um sorriso teu reflectido no brilho dos olhos de outro alguém...

beijos e bom fim de semana

Luna Sanchez disse...

Só uma pessoa doida varrida negaria um pedido desses. ¬¬

Rs

Lindo, lindo e inspirador.

Beijos de sexta.

ℓυηα

a magia da noite disse...

seguramente entre os braços, muitos abraços te dará, impossível será, não te deixar ser o que quiser.

Carol Mioni disse...

Que gostoso.... sabor doce de leitura boa!

Luna disse...

ooooooooooow.

gostei da imagem, é tão sensivel né?

beijo Tati.

Eliane disse...

São adoráveis as juras de amor. Tuas palavras me comovem...

Mai disse...

Bem interessante teu texto. Um poema controverso. Com dupla mensagem - Declarações de pura entrega, um comando que manda o outro deixar e ir e, ao final um 'eu te amo' quase apagado, sem forças e cinza.
Muito bom, (se era esta a tua intenção) para que vejamos que quando amamos fazemos loucura de querer uma coisa e dizer outra.
.
Toda declaração de amor dste poema tem uma mensagem subliminar. A todo momento o convite para dar amor e a ordem para ir embora.
Um claro comando:deixa-me,deixa-me, deixa-me.
Ao final o eu te amo já esvaido e talvez, quem ame assim, acabe sozinho mesmo, porque de tanto ouvir o 'deixe-me' o outro deixa mesmo.
E somos assim, queremos uma coisa e dizemos outra.
Beijos, Tatiane, bom feriado.

Marcelo Mayer disse...

que a deixe ser vc mesma tb, né?

Katrina disse...

cest la vie

Natália Corrêa disse...

e se ele não deixar
faça tudo mesmo assim!

(vc não vai mais ter problemas com o vermelho haha, tbm tava abusada dele)

Felicidade Clandestina. disse...

adorei o poeminha *.*

Encantador :**

Nine disse...

Lindo!!!
Eu bem que estava com vontade de ler um poema assim hoje...
amor florescendo é bOm...
=)

beijo.