Pages

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Janine




Nasci primeiro só pra te receber
Você veio depois porque precisava me conhecer
Eu quis que o que fosse teu
Se misturasse ao meu
Aí fomos crescendo
Eu em ti, você em mim
Maior que laço de sangue
É reencontro de almas
E nos reencontramos!
Dizem que teus olhos são de mel
Certamente pela cor que carregam
Pra mim tens olhos de céu
Porque tudo fica mais bonito
Quando eu posso olhar contigo
E já reparou?
Nosso sorriso é mais sorriso
Quando nos sorrimos
Onde eles enxergam maldade
A gente chama de cumplicidade
Isso sim que é amor
Que ultrapassa o tempo
Até os fortes furacões
E quando aquele dia chegar
Deixa eu ir primeiro
Pois viver minha vida sem tua luz
Simplesmente não dá.

Dedico à você: Minha prima, amiga e irmã.

10 comentários:

Erica Vittorazzi disse...

Amor assim só poderia virar poesia.

Tati, vc está escrevendo a cada dia melhor...

beijão

Everson Russo disse...

É simplesmente de arrepiar a beleza desse poema, é um amor sem meididas, sem dosabem, pleno , intenso, capaz de mover o mundo, de tirar a mais insana dor pra nao ver um semblante triste...beijos de paz no coração...muito lindo mesmo...

Ari Pheula disse...

Amor infinito. Simplesmente lindo.

Beijosssss

Mayana Carvalho disse...

"Pois viver minha vida sem tua luz
Simplesmente não dá."
Perfeita homenagem.

Beijos

Nany C. disse...

Nossa... é realmente lindo e profundo!

Parabéns por expressar tão belamente um dos sentimentos mais puros que o ser humano pode possuir que é o amor!

Lindo, lindo!!

Beijos no seu coração !

a magia da noite disse...

o amor, seja ele de que forma for, até na morte é generoso, oferece-se para partir primeiro, pois sem luz vem a dor.

Everson Russo disse...

Um beijo carinhos pra ti menina e um lindo final de semana.

Vinícius Remer disse...

Que lindo, a arte de poetar. Expor aos poros a arte de amar, desenhar em palavras sentimentos indescritíveis.
;**

Dustin disse...

Chorei...

Janine disse...

Te amo eternamente!