Pages

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Receio



Você finge não ver, os versos que são pra você. Não quer mais me ler, tem medo de se encontrar nas minhas linhas e se perder nos versos, na poesia.

Sinto o seu receio em se entregar. Aí a gente se encontra e faz de conta que não está nem aí – cedo ao seu jogo. Digo não quando minhas mãos ansiosas te querem alcançar. Fecho os olhos, respiro fundo. 1,2,3... Espero passar. Passar essa louca vontade de te beijar. Te dou um sorriso forçado, quase desesperado. Com uma pontinha de dor.

Tenho vontade de quebrar tuas janelas e entrar – te desvendar. Mas me falta coragem, então, volto pra casa sozinha. Papel e caneta na mão, só me resta versar o que saí do coração.

25 comentários:

Dustin disse...

Como sempre, lindos os teus versos...

Carolda disse...

"Aí a gente se encontra e faz de conta que não está nem aí – cedo ao seu jogo."
Infelizmente isso acontece muito por aqui. Que coisa.
Me identifiquei total com o texto.
Um beijo

Luna disse...

'Você finge não ver, os versos que são pra você.'

:(

Everson Russo disse...

Lindo demais, já passei por isso tambem, escreiva a uma pessoa, e ela nem ai, sabe o que fiz, passei a escrever pra outra pessoa, dai aquela se tocou, mesmo assim parei de escrever pra ela, nao merecia...beijos e um lindo dia pra voce.

Camila M. Schuch disse...

Lindo demais, verdadeiro demais...

Isso acontece muito... Aconteceu comigo!


"Aí a gente se encontra e faz de conta que não está nem aí – cedo ao seu jogo." Adorei!


Beeijos

The Blues Is Alright disse...

Eu acho que um dia quebro meus dedos, porque eu sempre fico esmurrando as portas e janelas e não consigo abrir. Às vezes, uma fresta.

Juliana Porto disse...

Vai que ele resolve ler?!

Em todo o caso...
Continue a versejar!
Lindo isso aqui.
Beijos

Carol Mioni disse...

Frça! Levanta a cabeça, conta até 10 e não até 3. Se vc quer vc consegue. Só não vale abraçar a derrota sem tentar a vitória!

Adorei os versos!

Francisco Gomes disse...

Nossa, me vi totalmente descrito no seu texto. Como sempre muito sensível e humano seu post. Muito bom.. Vou ter que utilizá-lo. Claro que com os devidos créditos. Abraço moça. Parabéns.

Thais Motta disse...

Nossa moça , parece que tudo que escrevestes ali foi pra mim .

Incrível , dá vontade de mandar pra alguém . Mas , não adiantaria . Essa pessoa finge não ver que os versos são pra ele .

Adorei , tava com saudades daqui ..

Brigado pela visita lá no blog .

E quanto ao que eu tinha perguntado lá no sobre a edição de textos , ai está .

Vá no seu Painel do BLOGGER (blogger.com) e clique em CONFIGURAÇÕES. Na mesma página, desça até a opção CONFIGURAÇÕES GLOBAIS. Marque a bolinha de EDITOR ATUALIZADO e salve.

Espero que tenha te ajudado tb ;)

Um beijo .

Claudinha ღ disse...

"Arrasa vc... lindo texto, lindo blog e.. obg pela visita e..
como eu faço pra seguir teu Blog? e vc ja ta seguindo meu tbm?? kkkk "
bjs
att: Claudinha

Eliane disse...

Espero que seu amor leia isso, é muito bonito.
Vou linkar seu blog ok?
Beijo
E

Anitha disse...

Ei, demorô pra gente se "seguir", heim?! rsrs
Bom fim de semana e cuide-se!

Natália Corrêa disse...

os versos sempre preenchem os vazios dos gestos.

Nany C. disse...

O que sai do coração é o sentimento que nos torna o que somos... Vivos e apaixonados...
O amor nasce para todos mas poucos são os que o percebem nas entrelinhas...

Beijos no coração Tatiane!
Simpatia são meus queridos amigos!

Luís Filipe C.T.Coutinho disse...

Agradável surpresa o seu espaço.


beijos


Luís Coutinho

a magia da noite disse...

e é com o que sai do coração que pode ganhar a coragem de tentar adentrar em sua casa.

Desabafando disse...

Lindo texto...obrigada pela visita e comentário...sinta-se a vontade pra voltar sempre que quiser.

Fran disse...

SE não fosse esse 'medo' seríamos mais felizes, ou pelo menos não ficarímos na vontade :)


Beeijos!

Katrina disse...

Sabe, isso foi muito, mas muito mesmo Júlio Cortázar.
Eu gosto de me perder em versos, mas muito mais nos sentimentos que os embalam

disse...

''Você finge não ver, os versos que são pra você. Não quer mais me ler, tem medo de se encontrar nas minhas linhas e se perder nos versos, na poesia''

Nunca me identifiquei tanto com um trecho teu, como nesse. É, curioso, mas também tem alguém tentando tapar o sol das minhas palavras com a peneira.

Janine disse...

Eu sei pra quem foi esse texto!
=D

- maria elis disse...

eu vivo algo semelhante =/
será que passa?!

beeijas :*

Erica Ferro disse...

"Você finge não ver, os versos que são pra você. Não quer mais me ler, tem medo de se encontrar nas minhas linhas e se perder nos versos, na poesia..."

Adoro essas tuas postagens puramente românticas ♥.

Fico muito feliz com todos os comentários teus, de verdade.
É bom saber que tu gostas do que encontras no meu blog quando me visitas.
Obrigada.
És bem vinda. ;*

Luana Gabriela disse...

Meninaaaa vc disse tudo que eu queria dizer pra um certo alguem que me lê todo dia.. e que quando a gente se encontra fingi que não é nada.. hehehe
Parabens pelo blog... e obrigada pela sua visita no meu espaço, volte sempre e fique à vontade por lá!


Bjos