Pages

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Você Pai, eu Filha



Como estamos? Será que estamos?
Somos ou simplesmente fomos?
Você Pai, eu Filha.
É teu sangue que bombeia nas minhas artérias
Suas características físicas também são minhas
E mesmo assim, a gente não se acontece – desconhece.
E você vai Pai
E eu fico Filha
Só!
E os parasitas te consomem as vísceras
E o que faço como filha?
Algo tenho a fazer?
É sempre por terceiros que eu sei de você
E você vai Pai
E eu fico Filha
E só!

30 comentários:

Everson Russo disse...

Nossa, pai, filha, amor, saudade, dor, um vai, outro fica, é dificil comentar essa conexão, ou falta dela....beijos menina, otimo final de semana pra ti, obrigado pelas visitas, fico feliz com seus comentarios...

- maria elis disse...

você ainda recebe noticias. eu não sei do meu há oito meses ;~

beeijas ;*

Abraão Vitoriano disse...

também fui um filho quase só, pois minha mãe é divina...

um beijo enorme,
saudades...

do menino-homem

Erica Vittorazzi disse...

Ai, que triste!!!! Laços tão divinos ser assim...corrompidos por alguma coisa!!

Ana disse...

que lindo, menina!

Natália disse...

Quem sabe nunca foram! beijos

carla l. disse...

Meu pai só dá sinal de vida às vezes. Não sou filha só porque minha mãe é tudo que eu preciso.

Lua disse...

Tocante!
Sempre as palavras que envolvem sentimento mexem com a gente, mesmo nao sendo presente essa pessoa, mexe se nao vc na falaria sobre.

Beijos queridaa!

Milena' disse...

Nossa, lindo! Realmente profundo.
Eu também fico longe do meu pai, mas, felizmente, ele me procura. Nem sempre foi assim, mas agora tá bem melhor.
:*

Luna disse...

=~~~~

chorei.

Bertonie disse...

Na verdade, mesmo sem querer, um tem o outro dentro de si,

Vivian disse...

...existem laços que
não se rompem,
mesmo à distancia.

você é linda!

beijos n'alma!

Luan Fernando disse...

Bem poetico, gosto de coisas assim.

Ps: Obrigado pela a visita, espero que volte mais vezes.

Eliane disse...

E como diz o poeminha "bastava um pequeno gesto" e tudo seria diferente...

Maria disse...

Ele está aí dentro, de onde saíram os versos... nunca se está só quando se tem amor do lado de dentro.

Jeniffer Yara disse...

Também tenho esse tipo de relacionamento com meu pai...Um relacionamento distante,mas aos poucos procuro melhorar isso...

Lindo blog,lindo texto!*.*

Bjs!

Tempestade disse...

Obrigada pela visita!
Lindas palavras poéticas!
Volte ao meu cantinho sempre que quiser, será bem-vinda!
Beijos Tempestuosos!

Natália Corrêa disse...

Talvez não acontecem juntos, mas nem aconteceriam separados, se não fossem pai e filha.

- Lara Alves disse...

Isso foi realmente lindo ... infelizmente triste ;Mas liindo
Gostei muito do blog ~* e obrigada por sua visiita. Volte sempre ;D
Bjoos =*

Felicidade Clandestina. disse...

digo e repito que teus textos são muuito bons.

e este em especial.
bjos.

primaverasdesetembro disse...

assim vou eu.
Flores

pequena disse...

AMEI FLOR! que sensibilidade no texto!

Bjocas e bom restinho de domingo pra vc!

xerim no coração!

Desabafando disse...

Poema singelo e muito bonito...gostei!

Flor disse...

depois de 16 é que comecei a conversar com o meu pai... antes era só: -oi, precisa de alguma coisa...?

um beijo.

Dustin disse...

Se eu pudesse escrever pra ele... Eu escreveria todas as palavras que guardei dentro de mim...

Lucas Lima disse...

complicado viu, relações complexas essas de sangue...
bons dias

Everson Russo disse...

Bom dia linda menina, anda meio sumidinha,,,,um grande beijo no seu coração e o desejo que tenha uma semana cheia de amor e paz na alma....

a magia da noite disse...

mas saberá sempre o pai o amor eterno dessa filha.

Karine. disse...

hahahaha,
não só o mesmo template como eu tenho uma postagem sobre pai e filha com a mesma imagem! haha!
Poxa, legal te encontrar, que coincidencia!
Boa semana!

radik disse...

Novamente, enxergo música nos teus versos. De verdade.
Um beijo com carinho.

E sempre, sempre: muito gostoso vir aqui e ler sentimentos!