Pages

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Aconteceu

E finalmente me tomou novamente por entre os braços.

sábado, 22 de maio de 2010

Segundo Lispector...

"Eu não sou tão triste assim, é que hoje eu estou cansada."

                                        (Clarice Lispector)

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Reticêncio-me

E de que base me julgas?
De que amor falas?
São tuas palavras, tuas meias palavras, são elas que não mais me comovem.
E eu já cansei de amores fantásticos. Como as histórias sobre os astros que você me contava. Não me fale mais nada, não me doe mais nada. Hoje eu nem quero saber.
Me deixa sozinha em mim, infinitamente em mim.
Eu cansei de tentar e tentar... A dor do depois já nem posso mais suportar.
A verdade é que você nunca me vê, nunca. E tudo é tão pouco não é?!
Tão pouco de mim, tão pouco em mim... Pouco pra nós. Que nós?!?

Sem mais palavras...

Reticêncio-me!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Queima


Toca
Geme
Pede
Você, simplesmente me queima!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Preciso

E quando o mundo inteiro parece querer cair. Eu corro para os teus braços - abrigo.
Me abraça forte agora.
Te preciso mais do que nunca, sim?!


#Minhas mãos ansiosas querem tanto te alcançar.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Sourire

Com você, meu riso é pura felicidade - sempre!

domingo, 9 de maio de 2010

Mãe

De quem sou semente. De onde a fonte de amor nunca acaba.
Rainha aqui, só ela.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Sentença - IX

Hoje a minha falta de ar não é mais pelos seus beijos loucos, é doença mesmo.
Chato, não?!

=/

domingo, 2 de maio de 2010

Tocando na alma

De todo o amor que eu tenho
Metade foi tu que me deu
Salvando minh`alma da vida
Sorrindo e fazendo o meu eu

Se queres partir ir embora
Me olha da onde estiver
Que eu vou te mostrar que eu to pronta
Me colha madura do pé.

                                                                               ♫ (Dona Cila - Maria Gadú) ♫

sábado, 1 de maio de 2010

Interrogações

As rosas de inverno já brotam no meu jardim. Os beijos de primavera se foram de mim, e foi você quem os levou. Não voltarei a tê-los? Ou basta esperar a próxima estação?
Mais uma noite, mais um dia... Quanto tempo mais?
O chato é saber que as respostas se encontram em você,suponho eu.