Pages

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Lembranças doídas


Me é tão doído pensar no calor do seu abraço. Tem dias que acordo precisando tanto, mais tanto te sentir um pouco em mim. Ainda ouço sua voz ao longe, nossas conversas sobre o futuro, sobre o nosso futuro, ainda que distantes. Nossos risos, sua malícia... Seu jeito louco de me querer, meu jeito único de te ter. A gente, algo tão incompreensível. Nunca saberei, nunca saberemos. Ficamos, mas nossa história continua, ela se desenha sem nós. E às vezes, lembrar me dói muito. Às vezes não. Tem dias que gosto de te lembrar contente, de nos lembrar sorrindo, amando, querendo...  Tem dias que eu me lembro de você de um jeito que eu preferia esquecer. Você me cortando, você sem dó, você mentindo, você se indo, você não estando em mim.

11 comentários:

✿ chica disse...

Lembranças boas, saudades e outras doloridas...beijos,chica

Andréia Magalhães disse...

volta!!!! lembranças mortas não se renovam =(

beijos

Elisa Cunha disse...

E se foi, mesmo assim...

Suzi C.L. disse...

Ás vezes,também acordo pensando na pessoa que já gostei[ou ainda gosto]. e é estranho porque por mais que o tempo passa,a lembrança fica lá, guardada.não dá pra se desapegar dessas coisas facilmente...
Blog | Tumblr | Twitter

Essência e Palavras disse...

e das dores ficam lembranças...
Belo texto!

Cleber Eldridge disse...

belas palavras de representação de sentimentos.

Ana Andreolli disse...

o que é isso? quer me fazer chorar? Que texto lindo...

Erica Ferro disse...

Isso dói mesmo. Mesmo.
Mas passa. Um dia passa.

Os teus textos são bonitos até quando retratam sentimentos tristes.

:*

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

É tão ruim quando certas lembranças vem à tona, nesse dia o melhor é esquecer, mas isso se torna invariavelmente impossível.

Abraços Imundos...

Elton Di Assis disse...

Meu blog está de volta: http://logomaisalinafrente.blogspot.com

=)

Martacrack disse...

Identifiquei-me muito com estas palavras. Acho que somos tão apegados ás lembranças porque essas não mudam com o passar do tempo. As pessoas sim...